sábado, 25 de janeiro de 2014

DANÇA EXPRESSIONISTA ALEMÃ, O TANZTHEATER E O BUTOH


A Dança Expressionista alemã, o Tanztheater e o Butoh

O expressionismo alemão teve seu auge em 1920, reflexo da Primeira Guerra Mundial. Neste período,
 Rudolf Von Laban já realizava estudos e análises de movimentos, sendo seguido posteriormente por
 nomes da dança
 como Mary Wigman, Jacques Dalcroze e Kurt Jooss. Nesta época, Kazuo Ohno e Tatsumi Hijikata,
 vão à Alemanha, em
 busca de informações sobre as manifestações artísticas européias, que pouco mais tarde
 influenciariam na criação do Butoh. Retornando ao Japão, deram início a uma dança tida como margina
l, levada às ruas, becos e portas de bares da cidade, denominada por Hijikata
de Akonku Butoh, dança das trevas, depois abreviada para Butoh.
Esta pesquisa tem por objetivo estudar a influência da dança expressionista alemã dos anos 20
na criação da dança Butoh e as possíveis relações entre essa modalidade e o
 Tanztheater alemão de Pina Bausch. O trabalho desenvolve análise
 e interpretação de dados obtidos em uma pesquisa bibliográfica e
 conseqüente avaliação de vídeos sobre o Butoh. Nesta etapa faz-se
 uma análise do material recolhido para que se obtenha uma visão geral sobre
 o assunto em questão, associada ao que Cervo & Bervian denominam
de “leitura informativa”: “leitura de reconhecimento”,
“leitura seletiva”, “leitura crítica ou reflexiva” e “leitura interpretativa”.
 A partir dessa análise pretende-se organizar uma historiografia
 a respeito do Butoh e as possíveis influências alemãs.
Na dimensão visual seleção, transcrição e codificação
 serão diretas, será delimitada uma cena, em seguida uma tomada
 coletiva da coreografia, e finalmente um levantamento dos
 elementos escolhidos para análise: cenário, figurino, movimentação,
 iluminação música e efeitos complementares, pois Butoh propõe um
estranhamento na movimentação corporal, com ritmo e peso específico.
A questão é ser explícita sobre fundamentos teóricos, éticos e práticos
 da técnica butoh, abrindo um espaço onde o trabalho possa ser debatido,
 aliando-o também ao contexto histórico-social do expressionismo e tanztheater alemão.
 A pesquisa, ainda em fase de revisão de literatura, que, pela
 contemporaneidade do tema, exige cuidadosa pesquisa  bibliográfica
 evidencia como resultado parcial a influência do expressionismo
 alemão no butoh de Kazuo Ohno, conforme depoimento do próprio artista.
Lívia Tavares Gonçalves (Estagiária voluntária); Solange Caldeira (Orientadora)
Instituição: UFV/MG/ Curso de Dança

Autor(a): Lívia Tavares Gonçalves



  • KAZUO OHNO

    " Foi um dos criadores do butô, estilo de dança moderna que inclui teatro em suas apresentações, 
    desenvolvido ao lado de Tatsumi Hijikata.
    Vindo de um estilo chamado por Hijikata “ankoku butô” (“dança das trevas”, em japonês),
     o butô se caracteriza pela pintura corporal branca usada pelos dançarinos
     e pelos movimentos extremamente lentos.
    Nascido na ilha de Hokkaido em 1906, 
    Ohno só começou a dançar em 1933, quando entrou para o
     estúdio de Baku Ishii, influenciado pela dançarina
     de flamenco La Argentina – a quem homenageou anos mais tarde.

    A influência de Ohno na cultura foi além da dança - e ele chegou
     a ser capa do disco “The crying light”, do grupo norte-americano Anthony & The Johsons."
    Globo.comnotícias

    2 comentários:

    1. Além de esclarecedora, a postagem mostrou a leveza de teu talento com o corpo e o espírto.

      Parabéns!

      Meu abraço!

      ResponderExcluir
    2. Obrigada Willmondes,

      Busco inspiração nos mestres, para através do aprendizado contínuo, alimentar minha alma e expressar o meu ser.

      Abraços

      ResponderExcluir

    BLADE RUNNER

    Ontem vi uma senhora grávida no último lugar num caixa de auto-atendimento, eu estava numa posição privilegiada na fila e estava lend...