terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Sobre a perseverança de entender o Bharatanatyam






Sri Rhade minha mestra














O projeto Baraka que visa o estudo e treinamento de dança clássica Indiana, patrocinado pelo Fac/Secretaria de Cultura em Brasília, com espetéculo com estréia prevista para setembro/2011, me abriu um leque de alternativas para o estudo e sistematização de criação da minha assinatura corporal através do importante diálogo com dançarinas de dança clássica indiana. No periódo de 14 à 22 de janeiro de 2011 , estudei em Curitiba o estilo Bharata Natyam com três dançarinas Sri Radhe minha orientadora do meu projeto que viajou para índia para aperfeiçoamento de sua arte dia 22 de janeiro, Juliana Bonaldo Pinto que atualmente está difundindo a sua dança na Argentina e a dançarina Mírim Lamas Baiak.Esta dança além dos 7 estilos classificados como clássicos bharata Natyam, Mohini Atan,Odissi,Manipuri,Kathakali,Kuchipudi,Kathaki,
tem uma peculiaridade , ela tem diferentes escolas de treinamento e aprendizado dentro do próprio estilo!.
Eu explico, comecei o estudo desta dança através de uma monja, depois estudei pelo menos quatro estilos diferentes , até encontrar o estilo que dedico o aprendizado o Bharata Natyam.Desde 2008 estudo com a dançarina Sri Radhe, estudei com outras , mas nem vale a pena citá-las aqui. No entanto através do contato com um padre Indiano radicado no Brasil com mestrado e doutorado em Bharata Natyam , um dançarino Indiano católico! Percebi na época deferenças na técnica da dança, diferenças nos Adavus ( passos da dança) , nesta temporada de treinamento me senti totalmente perplexa com a complexidade da dança indiana, porque existem vários estilos dentro do mesmo estilo, confuso? Também achei, afina de contas , aprendi que cada dançarina defini o seu estilo e método de treinamento de acordo com a região da India que escolhe aprender a dança, porque a dança se desenvolveu de acordo com a região que se manifestou.






Quanto mais se busca entender esta dança mas ela dá voltas em torno de si mesma te deixando tonta, um adavu pertencente a um grupo por exemplo o tattu adavu, aprendi de três maneiras diferentes .
Bharata Natyam é a mais antiga forma de dança entre os diferentes sistemas de dança da India, ela se desenvolveu através do Natyashathra ( tratado da dança)".Este tradicionalismo enraizado ,metodologia e aprendizado antigos sem nenhum espaço para mudança no Bharatanatyam , denomina-se Margi , os componentes que fazem parte dele são: Nrutha, Nruthya, Natya" nos séculos XVIII e XIX foram praticadas por devadasis , no decorrer do séculoXIX os irmãos Thanjavur foram precursores na sistematização do ensino e treinamento do Bharatanatyam introduzindo elementos como rasa e bhava. é uma dança feita de ângulos, cientificamente precisa que não admite improviso, com a gestualidade matematicamente calculada com combinações e variações, quando falo de estilos dentro do estilo dou um exemplo aqui, segundo a escola da juliana Bonaldo o Aramandhi a postura da dança os braços por exemplo têm um ângulo de 90 graus e no estilo Kalaskshestra da dançarina miriam Baiak os braços são quase retos , com variações de postura , de execução dos adavus , das hastas, mas a linguagem é a mesma, os signos e simbolos são os mesmos. Parece que é impossível o pleno domínio da técnica sem estudar na índia.Não sei se quero essa dedicação toda , são 7 anos de treinamento rígido com disciplina absoluta dentro da tradição. Ao mesmo tempo não nego que sou apaixonada pelo universo da dança clássica indiana e adotei muita coisa na minha maneira pessoal de dançar e construir a minha dança. Eu agradeço a estas dançarinas maravilhosas que buscam a tradição aceitam o desafio de vivenciar o processo na índia, principalmente as generosas como Sri Radhe que me ensina com uma bondade e humildade que me toca, porque acredita como eu numa arte sublime baseada na troca de conhecimento e não na disputa baseada no ego. Permaneço entre a tradição e a inovação .Ainda pretendo treinar na India sem obter o conhecimento por tabela., mas tudo a seu tempo.

Curitiba- Paraná

Nenhum comentário:

Postar um comentário

BLADE RUNNER

Ontem vi uma senhora grávida no último lugar num caixa de auto-atendimento, eu estava numa posição privilegiada na fila e estava lend...