quinta-feira, 24 de novembro de 2016

PRESENÇA

Quando danço respiro minha presença. Na minha opinião o mundo está precisando de presença de qualidade. O mestre Jesus há milênios já pedia para olharmos os lírios do campo,ele falava da importância da pausa para penetrar no mundo interno e contemplar o belo. Passando por uma rua numa tarde de sol observei a luz sobre a grama verde e o efeito visual que causava. Imagino se Claude Monet (1840-1926), o grande pintor impressionista se ele seria capaz de observar a luz com tanta propriedade para pintar o seu efeito em sua obra se fosse contemporâneo no século XXI. Ele pintava ao ar livre e em diferentes horários do dia e em várias épocas do ano e apesar de viver com dificuldades financeiras,seguia pintando a natureza e suas nuances. Deixou o registro por exemplo da catedral de Ruen, uma série de pinturas(1892-1894)onde pintava a construção em diversos momentos do dia, com variações de luminosidade. Será que a Virgem Maria ouviria o anjo que Deus enviou para anunciar a ela que foi a escolhida para gerar Jesus? Ou a família do príncipe Sidarta Gautama conseguiria manter Buda num palácio afastado da miséria e sofrimento do mundo? E será que Buda saberia o momento de sentar embaixo de uma árvore e se iluminar diante do barulho do mundo? Eu sei que ainda existem lugares para fazer pausa, mas eu falo do cotidiano, da vida sem freios da corrupção, vaidade, Donald trump, Michel Temer, barcos afundando com gente fugindo de guerras e destruição, e por aí segue nosso mundo. Penso muito sobre isso porque estamos transformando nossa civilização, que está muito conectada com o que é de fora respondendo a muitos chamados e o nosso mundo interno fica carente de pausa, silêncio, mistério e da qualidade de pensamento e transcendência. Atualmente ando fugindo do barulho, criando meu espaço para silenciar minha alma,fazer minha pausa necessária para estar no mundo com presença. A cada dia danço presença, sou presença em cena. Na vida enfrento como todo mundo minha dispersão e a dificuldade de estar aqui e agora. Marina Abramovic a artista Sérvia fez uma performance intitulada " A artista está presente", sentada numa cadeira, ela convidava o público individualmente para sentar diante dela para ficar na sua presença e olhar nos seus olhos. Naquele instante assistimos a presença de dois seres e a humanidade de cada um ser expressada, choros, emoção, beleza e encantamento de ser humano. A nossa riqueza se manifesta quando temos o privilégio de encontrar uma qualidade de presença no cotidiano, estar com o outro sem telefone, computador e a mente submersa em devaneios. Acho fundamental fugir da realidade também, ser onírica, entrar no meu mundo interno ser poesia, sentir que tenho um mundo paralelo para viajar e criar minha arte de viver e até navegar no mundo virtual, mas me recuso a fotografar tudo o que faço só para mostrar ao mundo que existo. Sou logo existo. Estar no mundo intermediado por imagens, opiniões, notícias, consumo, redes sociais, selfies e sorrisos eletrônicos encapados por eletricidade e baterias é a nossa realidade, no entanto precisamos olhar para dentro e esculpir nossa beleza e viver a experiência do aqui e agora, estar presente diante do mundo. Escutar, olhar, sentir viver a aventura de ser aqui e agora.

3 comentários:

"TEMPOS MODERNOS"

Sou voluntária de uma ONG que tem como missão ajudar e promover conforto emocional e saúde mental a pacientes com depressão e pessoas...