sábado, 14 de fevereiro de 2015

CORPO- TEXTO E ESPAÇO

O corpo é um texto, com frases, pontos, vírgulas e reticências. Da mesma forma que ao prolongar uma emoção, o corpo,cria memória e transcendência. Nós podemos, através da experiência no corpo, mudar de tempo e espaço, alterar a nossa percepção, dar novo sentido a experiências traumáticas, revisitar memórias passadas e transformar nossa caminhada. Quando a filosofia surgiu, criou a supremacia do pensamento. A a ideia da experiência sensorial do corpo,com o tempo, foi se perdendo. O corpo foi dividido em partes, fragmentado, foi julgado pecaminoso. Mas como todo o ser humano carrega dentro de si a força da cultura da ancestralidade, o instante ganha força e plenitude vira dança, música, teatro, imagem e cor.Somos essa força cósmica que se pensa e questiona o sentido da vida, sem perder a força do desejo do prazer, o caminho de volta da inocência de se sentir vivo e sujeito da sua história. Viver a utopia de ser a vida pulsando junto com o universo. A desconstrução do futuro; o artista é um viajante do tempo, passado, presente e futuro contidos no instante,diante da presença do que nunca fora vivido e visto."Viver como se cada instante do tempo, cada instante da vida,fosse retornar eternamente". Mergulhar na dobra do tempo.Ser visionário é ver o invisível. Propor novos olhares sobre os espaços aparentemente vazios.Dar a forma ao não dito. É ter uma linguagem secreta, sendo do mundo sem pertencer. A capacidade de produzir uma diferenciação no interior de um mundo indiviso. O espaço e o tempo como o centro de nossa experiência. Tornar comovente o banal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

BLADE RUNNER

Ontem vi uma senhora grávida no último lugar num caixa de auto-atendimento, eu estava numa posição privilegiada na fila e estava lend...