terça-feira, 24 de junho de 2014

ESCRITA DO CORPO



 O espetáculo de dança-teatro Baraka narra através da escrita do corpo, a busca pelo

sagrado, tradições e contradições do universo feminino. Cada parte do corpo, cabeça,

pés, mãos e olhos, funcionam como elementos narrativos.

Baraka é uma palavra Sufi, significa sopro, o sagrado contido em todas as coisas.

O sentido construído através das raízes, do passado, no mergulho nas tradições e na

ancestralidade, tradição e contemporaneidade.

Baraka é feito de silêncios, símbolos e pausas, onde emergem sutilezas, nuances,

atmosfera e lirismo, plasticidade dos movimentos, uma pintura dançada.

Baraka pretende estabelecer o ritual, onde não há separação entre público e plateia,

Para aflorar encantamento, poesia corpórea, com o objetivo de convidar a alma do

público para dançar com a dançarina. A experiência no corpo fragmentado para

construir a unidade e o sentido na modernidade.

2 comentários:

  1. Muito lindo a expressão do corpo quando é sentida em narrações. A comunicação corporal que desencadeia em nossos sentidos e projeta na nossa alma. Nem tenho palavras pra expressar o sentido correto. Só sei que adoro tudo isso! Parabéns pelo seu talento querida amiga.

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Tereza,

    Me sinto feliz por saber que o que sinto tem uma dimensão maior ,que é a ligação com pessoas sensíveis como você.

    ResponderExcluir

BLADE RUNNER

Ontem vi uma senhora grávida no último lugar num caixa de auto-atendimento, eu estava numa posição privilegiada na fila e estava lend...