Translate

quarta-feira, 7 de maio de 2014

DANÇAR A PRESENÇA

     Me sinto privilegiada por sentir. Sentir e perceber as mensagens do meu corpo.Ouvir quando é possível o incessante diálogo do corpo com a alma. 
     Não importa quando não compreendo a linguagem subterrânea das diferentes camadas e nuances que formam a síntese de mim mesma.
     Gostaria de ter olhos no meu interior, para dançar partes de mim que ainda não visitei.
     Quando escrevo sobre dançar a minha alma, criar um vocabulário próprio em cena, escrevo sobre esta necessidade de estar com a minha lanterna acesa, para quando entrar na caverna dos meus labirintos secretos, encontrar a luz e entendimento.
     " A dança afasta a prisão do Eu"
     Dançar  é necessidade da alma, para revelar a experiência do prazer de perceber coisas sobre o meu mundo, olhar o olhar de mim mesma e me  permitir olhar outras coisas.
    
"  A maior alegria é nos perdermos de nós mesmos por alguns instantes.O si mesmo não pode ser dito , porque ele é tão singular para cada si mesmo, que deveria haver uma palavra .Se você quer falar do si mesmo, você tem que inventar uma palavra  e é incomunicável.
 Dançar é um exercício de superação. "




Nenhum comentário:

Postar um comentário