Translate

quarta-feira, 27 de julho de 2016

CORPO E LUGAR

A lei da física é categórica:dois corpos não ocupam o mesmo lugar no espaço. No entanto,ao vivenciar experiências com o corpo, existe a possibilidade de subverter esta ordem por um corpo que pode ocupar o espaço que o outro ocupou e nesta troca ambos podem fazer do espaço o que a experiência faz dele. Se a humanidade trocasse passos de dança, por troca de guerras e disputas territoriais, não haveria tantas fronteiras entre nós, porque na dança ou em qualquer linguagem artística é possível experimentar esta lei da física que é experimentar nem que seja por alguns instantes,ocupar o lugar do outro. Com certeza a empatia seria um lugar muito mais conhecido por todos, porque a linguagem separa e o corpo une. O corpo não precisa ser a prisão da alma como dizia o filósofo Platão. A liberdade através do corpo chega quando começamos a valorizar o não dito, quando nossas sensações e sentimentos ganham voz, o instante supremo que é quando superamos e reinventamos o presente. Na cultura Africana a roda simboliza a oportunidade de todos passarem pelo mesmo lugar do outro,isso acontece por exemplo na capoeira,na tradição dos griôs,os mestres que são sábios da tradição oral. A dança sobrepõe o lugar deste corpo no mundo e nos convida a explorar de maneira radical a relação entre corpo e lugar e aos poucos vamos ocupando nosso espaço na vida e no mundo. " Aquele que quer aprender a voar um dia precisa primeiro aprender a ficar de pé, caminhar, correr, escalar e dançar; ninguém consegue voar só aprendendo vôo." Friedrich Nietzsche

Nenhum comentário:

Postar um comentário