Translate

terça-feira, 18 de novembro de 2014

IV FESTIVAL DE DANÇA SOLIDÁRIA BRASÍLIA

O IV Festival de Dança Solidária de Brasília, cujo ingresso é uma lata de leite em pó , foi criado para ajudar o trabalho assistencial da instituição, Multirão Chico Xavier. Sua realização acontece sempre no primeiro domingo de dezembro (este ano será dia 07/12) e será realizado no Complexo Cultural da República-Museu Honestino Guimarães, reúne dezenas de artistas, grupos, escolas e academias de dança de Brasília, com a maioria dos integrantes pertencentes a grupos de dança da melhor idade e portadores de necessidades especiais e companhias de dança de Brasília.. O Mutirão Chico Xavier é uma obra assistencial que nasceu no âmbito do Sanatório Espírita de Brasília em 2002, sendo fruto do esforço de um grupo de pessoas que, imbuídas do sentimento Cristão, colocou em prática o propósito de auxiliar famílias carentes a superarem seus próprios desafios. O Mutirão Chico Xavier acontece pela dedicação de uma centena de voluntários e artistas da dança que, por meio de ações de solidariedade, contribuem para amenizar as dificuldades de natureza material, moral e psicológica de famílias necessitadas moradoras da periferia de Brasília e entorno do Distrito Federal. Agradecemos aos grupos que participam desta edição: Companhia Atmos, Oficina Flamenca , Grupo de dança Especial, Las Ninfas, Danzare, Caminhos do vento,César e Vera Vasconcelos, Sonia Bichara, e Lucas Bichara, Helena Muniz, Divas Dance, Sarah Matins Janson Damasceno,Warley, Eduardo Landivar — com Sandra Helena.

domingo, 16 de novembro de 2014

DANÇA DAS OPOSIÇÕES

A dança das oposições. Um dos princípios que incorporei ao meu treinamento pessoal. Tomei emprestado nas técnicas de dança do oriente. O exercício consiste em começar um exercício sempre em oposição à trajetória final. Portanto, o movimento nunca é linear e previsível e as possibilidades de ampliação do repertório de gestos é infinita. Interessante é que essa possibilidade surgiu da minha experiência de estudar danças codificadas e sistematisadas e codificadas não existindo improvisação. São movimentos assimétricos e tridimensionais. Entrar em contato com este treinamento, foi justamente o excesso de organização, disciplina e rigidez que me libertou.Para voar precisei criar raizes. Hoje meu movimento é livre, improvisado e orgânico, assimétrico, não linear e preciso. Para aceitar o caos busquei a ordem. O caminho pode ficar muito rico e profundo quando é permitido iniciar um movimento onde o ponto de partida é totalmente oposto ao ponto de chegada. A liberdade de me divertir com a trajetória e o inusitado, sem me preocupar com o ponto final.