Translate

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

MARIA

pesquisa de linguagem corporal e técnica para a criação de uma metodologia de trabalho ; visa a simbiose entre história , dança e arquitetura. A história como elemento narrativo da dança. O corpo é um texto e tem memória. Para criar possibilidades, matrizes para a realização de montagem de espetáculo ou performance. Eu acredito que vou ter que interromper minha prática e pesquisa pessoal e agregá-la a um mestrado. Só assim, vou ter condições "dignas" para pesquisar, para cuidar do meu processo de criação. Patrocínio é muito complicado e exige resultados rápidos., apesar de não desistir nunca de tentar.Aqui em Brasília o principal órgão que patrocina os artistas, geralmente no edital dá o prazo de um ano para a execução de um projeto. precisamos de um edital que contemple a pesquisa, demonstração de trabalho, publicações e multiplicação dos métodos reelaborados. O Fomento à intercâmbios de técnicas, ampliar as fronteiras. . Em meu processo pessoal de pesquisa estudei a cultura Indiana e através do estudo da dança clássica Indiana desenvolvi uma metodologia baseada no universo simbólico dessa cultura. Realizei estudos , publico textos em revistas e nesse blog , além de contribuir para a pesquisa em dança em Brasília, através da demonstração do meu processo de montagem e espetáculos . Pensar o movimento e fazer com que ele seja presente e verdadeiro, essa é a principal característica da dança de Maria, é a investigação que consiste na resolução da equação pensamento, ação e espírito, como podem ser expressados em uma única manifestação.Portanto, um caminho é expor a transparência da busca através do Registro do movimento , de vídeo, fotografia e catálogos expondo todo o processo percorrido, intercâmbio de técnicas com outros bailarinos e outras culturas .Nesse novo projeto o ponto de partida é o particular para o universal, dançar a relação com a cidade , além da história da cidade, um convite à memória . A proposta também de um projeto sólido de pesquisa em dança, que seja uma politica de difusão e compartilhamento do processo de criação, contribuir na formação de plateia e no diálogo com as tendências da dança contemporânea, que muitas vezes é considerada hermética. O acesso a linguagem da dança, de maneira acessível para todos os públicos,para que que o dançarino ou ator iniciante tenha acesso ao que já foi feito e pensado,um arquivo público,a doação do resultado em escolas e a realização do espetáculo em comunidades sem acesso à espetáculos de dança através de livros, fotografias,vídeos, aulas espetáculos, intervenções urbanas. estabelecendo a integração da dança com a arquitetura e corpo e memória.

Nenhum comentário:

Postar um comentário