sábado, 4 de janeiro de 2014

"SE DANÇA COM OS OLHOS"

 O ator-dançarino não estuda fisiologia para encontrar a técnica extracotidiana do corpo, ele cria uma rede de estímulos externos aos quais  reage com ações físicas. Na  tradição Indiana, entre as dez qualidades do ator-dançarino, está a qualidade  de saber olhar de saber dirigir o olhar no espaço.. É sinal de que ele reage a algo muito preciso. Podemos ver um ator fazendo os exercícios do seu treinamento de forma extraordinária, mas, se ele não direciona o olhar com precisão suas ações não têm força.
 . O corpo, ao contrário,  pode estar relaxado,mas os olhos têm que estar em ação, ou seja, devem olhar para ver: só assim todo o corpo fica vivo. Nesse sentido,  podemos dizer que  os olhos são  uma espécie de segunda espinha  dorsal do ator. Todas as tradições orientais codificam os movimentos dos olhos ,  as direções que devem seguir.Isso não diz  respeito apenas ao expectador, ao que ele vê.mas também ao ator ao modo  como ocupa o espaço vazio, com linhas de força  com estímulos aos quais reage.

  No final do diário,  Saudoshima Denpachi, ator Kabuki morto em 1772, escreve " se dança com os olhos".Ele diz que esta expressão  significa que a dança  pode ser comparada com o corpo  e os olhos com a alma. Ainda diz que se os olhos não participam dança , a  dança é morta: ela só é viva  se todos os movimentos do corpo participam dela  junto dos movimentos dos olhos. Inclusive nas tradições orientais , " os olhos são " o espelho da alma". E os olhos do ator podem ser vistos como o ponto intermediário entre as técnicas extracotidianas  do seu comportamento físico e  sua psicotécnica  extracotidiana. Os olhos mostram se ele está decidido. Os olhos o fazem estar  decidido.


A arte  secreta do ator- um dicionário de Antropologia Teatral
Barba, Eugenio/ Savarese, Nicola


Nenhum comentário:

Postar um comentário

BLADE RUNNER

Ontem vi uma senhora grávida no último lugar num caixa de auto-atendimento, eu estava numa posição privilegiada na fila e estava lend...