terça-feira, 23 de julho de 2013

CARL G. JUNG

"Quando alguma coisa escapa da nossa consciência, essa coisa não deixou de existir, do mesmo modo que um automóvel que desaparece na esquina não se desfez no ar.Apenas o perdemos de vista.Assim como podemos, mais tarde,ver novamente o carro, também reencontramos pensamentos temporariamente perdidos.Parte do inconsciente consiste, portanto, de uma profusão de pensamentos, imagens e impressões provisoriamente ocultos e que continua a influenciar nossas mentes conscientes.Um homem desatento ou "distraído" pode atravessar uma sala para buscar alguma coisa.Ele esquece o que buscava .Suas mãos tateiam pelos objetos de uma mesa; não se lembra do seu objeto inicial, mas ainda se deixa, inconscientemente , guiar por ele. Percebe então o que queria.Foi o seu insconsciente que o ajudou a se lembrar"
Carl G. Jung

Nenhum comentário:

Postar um comentário

BLADE RUNNER

Ontem vi uma senhora grávida no último lugar num caixa de auto-atendimento, eu estava numa posição privilegiada na fila e estava lend...