Translate

terça-feira, 3 de abril de 2012

PINA BAUSH E O WUPPERTAL



Emocionante o filme sobre a Pina Bausch, impressionante como a técnica é um veículo para se chegar a expressão verdadeira e sutil de cada bailarino.Eu conhecia o trabalho da Pina Bausch e o Wuppertal, onde teoria, movimento,palavras, estética e análise aliada a sua sensibilidade, respeito , honestidade e humildade com relação ao mundo do movimento e das imagens. A relação dela com os elementos da natureza e da natureza humana.Fiquei muito tocada com o amor profundo dos bailarinos por ela, que era uma profunda observadora da condição humana.Dança teatro, há anos tento me impor com uma linguagem que desconhece o dilema entre dança e teatro, mas ainda não há ressonância.Atualmente participei de um festival de teatro em Curitiba e apesar de estar participando de um festival de teatro, mesmo assim eu era uma extranha, claro que deixei a plátéia atônita, totalmente hipnotizada por mim, o efeito que causo em cena, ainda é um mistério para mim.Me sinto entre dois mundos, como a minha linguagem tem uma dramaticidade nos gestos,a exploração dos gestos como "signos para a visão", desmitifica a dança expotânea trazendo a fisicalidade da dança.Eu sei que construí uma estética , que quando estou em cena meu corpo.Seus bailarinos aprendem e representam o seu processo pessoal e social de aprender e apresentar na vida e no teatro. Eu tenho um processo de pesquisa semelhante na medida em que me liberto da estética oriental e seus cânones.Meu espetáculo é um manifesto acredito que através da necessidade de criar uma outra camada de vocabulário de movimento quando encontro no meu processo de pesquisa a minha estética .
" Nunca é como o que aconteceu realmente, sempre se transforma, muitas e muitas vezes, em uma coisa que acaba pertecendo a nós todos.Se alguma coisa é verdade em uma pessoa, e ela conta algo sobre os sentimentos,acho que nós acabamos reconhecendo o sentimento, não é uma história privada.Falamos de alguma coisa que nós todos temos. Todos conhecemos esses sentimentos e os temos em conjunto." Pina Baush

Nenhum comentário:

Postar um comentário