Translate

domingo, 29 de abril de 2012

INTERCÂMBIO


A minha necessidade de buscar um vocabulário e um código para a  minha linguagem é o ponto de partida e me focalizo no encontro, olhar para o outro, tentar entender como se faz ou como se chegou àquela qualidade de energia e presença em cena. Eu sempre vou quando posso em todas as demonstrações de técnicas dos artistas com espetáculos em cartaz em Brasilia, ou quando viajo.
Acredito que só através da troca e do desafio do novo eu posso dar o meu salto.Aprendo com as diferenças e quanto mas diferente de mim, melhor , só assim encontro a unidade na diferença e entro no território do comum, do essencial valor do encontro humano e a presença do sagrado inerente a cada momento que percebo o quanto vale a pena ver a humanidade do outro se manifestando diante dos meus olhos.Pode ser através de uma linguagem artística ou não.Eu sonhei ontem que estava mergulhada , no fundo do mar e  a água era muito limpa, cristalina mesmo, e eu vi uma escultura grega enorme e eu tocava o meu corpo e a escultura em cada membro do corpo da escultura, media a minha mão com a mão da escultura , eu não lembro que figura humana era aquela, nem o gênero.Eu lembro do silêncio que havia naquela troca silenciosa, isolada de tudo e os sentimentos que no começo era de medo, tristeza e no fim unidade.
 Acredito que o melhor da vida é quando o seu caminho está cheio de curvas e você tem a impressão de que está falando no deserto e aí acontece uma mágica.
.O outro é o nosso mestre, nosso espelho.Ontem encontrei um mestre, para mim mestres não são seres iluminados que estão meditando no deserto a base de arroz integral, para mim mestre é quem confirma o seu caminho na vida...Eu há anos escrevo aqui e antes desse  blog, sobre a necessidade do intercâmbio ,de trocas, de aprender ,que é a minha necessidade, e eu saí dessa oficina com a alma forte, eu simplesmente preciso de sentir  que escolhi  esse caminho e da confirmação do outro.Não significa que vai dar tudo certo sempre, significa que existem muitas pessoas no mundo que querem de verdade multiplicar o encantamento de estar vivo e celebrar o encontro.Todos nós do curso sentimos isso, pode ser que eu seja atrevida de afirmar isso, mas eu senti uma energia calorosa em todos nós, um sentimento de unidade, muito raro quando se reúne tantos egos, tantos desejos e sonhos.Super natural, super humano.Estou agora pronta para embarcar na minha viajem de novo, porque afastei da mente a pergunta: Será? Como será? É o momento de pular.

" Ninguém se cura só, ninguém se cura sozinho, agente se cura no

Nenhum comentário:

Postar um comentário