Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2012

PRIMEIRO FESTIVAL DE ARTES DE BRASÍLIA

Imagem
Programação 27/01
Vanessa da Mata se apresenta no Centro de Convenções e em Sobradinho


O Centro de Convenções Ulysses Guimarães recebe, dia 27 de janeiro, duas importantes figuras da música nacional: Vanessa da Mata e Renata Jambeiro. No show, que integra a programação do I Festival de Artes de Brasília, a mato-grossense Vanessa da Mata apresentará sucessos de toda sua carreira.
.
A carreira de Vanessa começou quando ela tinha apenas 16 anos e cantava em bares de São Paulo. Aos 21 anos conheceu Chico César e, com ele, compôs a canção "A força que nunca seca", gravada por Maria Bethânia, que a fez título de seu disco de 1999. A partir disso, a carreira de Vanessa da Mata deslanchou. Vencedora do Grammy Latino de Melhor álbum Pop Contemporâneo Brasileiro com o disco Sim, a cantora chega a Brasília na turnê de seu quarto álbum: Bicicletas, bolos e outras alegrias e promete agitar a noite de sexta-feira.
.
www.vanessadamata.com.br
.
A abertura do show fica a cargo da cantor…

1º Festival Internacional de Artes de Brasília – FestiArte Material para Divulgação – DANÇA

Imagem
1º Festival Internacional de Artes de Brasília – FestiArte
Material para Divulgação – DANÇA

ESPETÁCULO DE DANÇA BARAKA
Sexta-feira próxima (27) a dançarina, atriz, pesquisadora e professora MIRABAI apresentará o ESPETÁCULO DE DANÇA BARAKA (às 20 horas) na Sala Alberto Nepomuceno, no Teatro Nacional.
Além de ser uma boa opção para quem passa as férias em Brasília, o ESPETÁCULO DE DANÇA BARAKA é um espetáculo de rara beleza, repleto de referências que mesclam desde a cultura milenar indiana até o que há de melhor em música, ritmo e dança brasileira.
A trilha sonora do ESPETÁCULO DE DANÇA BARAKA também evoca, dentre ou-tras, a música de Astor Piazolla (“Anos de Soledad”), a vibração inconfundível da “Danza del Fuego” (do compositor espanhol Manuel de Falla), a pungente dramaticidade da finlan-desa “Meri” (de Varttina) e a sonoridade enigmática da cordilheira andina (“Zumampa”/Los Chaques).
O ESPETÁCULO DE DANÇA BARAKA, que começa suave e introspectivo, surpreende e en…

1º Festival Internacional de Artes de Brasília – FestiArte

Imagem
27 de janeiro - (Sexta-feira):
20h - Espetáculo de dança MIRABAI BARAKA (DF), Sala Alberto Nepomuceno do TNCS




Ações físicas

Os atores pensavam poder organizar seu papel através das emoções e Stanislavski por muitos anos de sua vida pensou assim, de maneira emotiva. O velho Stanislavski descobriu verdades fundamentais e uma delas, essencial para o seu trabalho, é a de que a emoção é independente da vontade. Podemos tomar muitos exemplos da vida cotidiana. Não quero estar irritado com determinada situação mas estou. Quero amar uma pessoa mas não posso amá-la, me apaixono por uma pessoa contra a minha vontade, procuro a alegria e não acho, estou triste, não quero estar triste, mas estou. O que quer dizer tudo isso? Que as emoções são independentes da nossa vontade. Agora, podemos achar toda a força, toda a riqueza de emoções de um momento, também durante um ensaio, mas no dia seguinte isto não se apresenta porque as emoções são independentes da vontade. Esta é uma coisa realmente fundamental. Ao contrário, o que é que depende da nossa vontade? São as pequenas ações, pequenas nos eleme…

1º Festival Internacional de Artes de Brasília – FestiArte

Imagem
1º Festival Internacional de Artes de Brasília – FestiArteMaterial para Divulgação – DANÇAESPETÁCULO DE DANÇA BARAKAO público de Brasília terá a oportunidade de ver – para quem já viu, rever – um espetáculo de rara beleza, repleto de referências que mesclam desde a cultura milenar indiana até o que há de melhor em música, ritmo e dança brasileira.A trilha sonora do ESPETÁCULO DE DANÇA BARAKA também evoca, dentre outras, a música de Astor Piazolla (“Anos de Soledad”), a vibração inconfundível da “Danza del Fuego” (do compositor espanhol Manuel de Falla), a pungente dramaticidade da finlandesa “Meri” (de Varttina) e a sonoridade enigmática da cordilheira andina (“Zumampa”/Los Chaques).O ESPETÁCULO DE DANÇA BARAKA, que começa suave e introspectivo, surpreende e encanta a todos ao terminar com a energia alegre e contagiante da percurssão brasileira. A platéia não resiste: canta e dança junto com a atriz.O projeto de pesquisa e espetáculo BARAKA foi idealizado pela dançarina, atriz, pesqui…

ESPETÁCULOS

Imagem
ESCUTAI OS GEMIDOS E OS RISOS DO NOSSO SONO, 1995

Elenco
Bic Prado
Bruno Palzato
Cláudio Lago
Lilian França
Mirabai
Odemir Donizeti
Raquel Aló. Direção
André AmaroIluminação
Dalton CamargosNesta montagem, de 1995, são utilizados trechos de matérias jornalísticas como ponto de partida para a construção de um roteiro cênico sobre os fantasmas de fim de século que rondam a humanidade. Qual a expectativa do homem às portas do Terceiro Milênio? Que sons, vozes, medos habitam seu sono? O espetáculo expõe a incômoda aflição diante do trágico, as faces…

Espetáculo

Imagem
O SONHO DO SÁTIRO, 1994
Criação Coletiva – crônica gestual do homem urbano Direção
André Amaro Atores
Bic Prado, Bruno Palzatto, Carlos Machado, Carlos Queiroz, Claudio Lago, Liana de Oliveira, Luana Bailão, Luciana Silva, Marília Matos, Mirabai, Paula El-Jack, Odemir Donizeti. Iluminação
Dalton Camargos Mais uma vez figuras mitológicas permeiam a criação dos espetáculos do Teatro Caleidoscópio. Foi assim, do sonho de um sátiro de cornos esfumaçantes, que nasceu a concepção visual desta segunda montagem. Os atores saíram às ruas para investigar as atitudes físicas e as emoções do homem urbano.