domingo, 10 de julho de 2011

PRESENÇA E O ENERGÉTICO NO CORPO


Observei muitas demosntrações de trabalho e percebi a questão além da forma .Como expressar verdade em cena? Que partes do meu corpo aciono para entrar em vivência?  Esse caminho é traçado por cada um ,admiro muito a pesquisa do Grupo Lume/SP ,realmente é visível a energia dos atores e como eles a manipulam.Esse traçado do mapeamento do energético no corpo,que é realizado sem mágica e imediatamente, sem mágica, feito com muito treinamento físico,e esgotamento e exaustão.
Eu escolhi o treinamento corporal da dança clássica Indiana, ações físicas ,técnicas dos atores do Odin Teatret, mas em 1994, quando introduzi a biodança na minha técnica pessoal ,encontrei a minha forma de estar totalmente presente em cena.Entro em vivência profunda,completamente inteira.Não adianta importar técnicas,estudar nas melhores academias, sem um estudo profundo de si mesmo.A dança em mim, precisa ser tão forte, para que só a dança apareça,e não a dançarina. Me ofereço numa bandeja de prata , como uma iguaria , para o público sentir o sabor, se sente, entra em deleite estético.Para mim,é a metafísica que aquele encenador e diretor Francês o Antonin Artaude percebeu e nos deixou  em seus escritos, tendo como ponto de partida uma apresentação que assistiu de uma dançarina Balinesa.Ele defendia uma arte visceral ,intensa, com enxofre, um teatro da crueldade, essa arte visceral elevada a ritual. O problema é que ele não deixou escrito nenhum método para o ator-dançarino adquirir esse estado mágico em cena,,busco em mim essa consciência com honestidade e investigação.

Um comentário:

  1. Linda postagem!
    Quando nos conhecemos verdadeiramente, qualquer atividade que exercemos se torna mais expressiva!

    Com amor,

    ResponderExcluir

"TEMPOS MODERNOS"

Sou voluntária de uma ONG que tem como missão ajudar e promover conforto emocional e saúde mental a pacientes com depressão e pessoas...